Nada melhor para ter uma atitude mais verde do que deixar todos os dias a natureza entrar em casa. Ter plantas ou arranjos de flores é uma forma de o fazer, além de alegrar o ambiente, dá vida verde, claro, às nossas casas!
A Diana Bastos do projeto Eira, traz esta semana dicas de como fazer arranjos de flores.

Provavelmente todos concordamos que existem poucas coisas tão bonitas e únicas como as flores. Seja um simples ramo de flores frescas ou um arranjo pequeno de apontamento numa mesa de jantar, qualquer que seja a sua dimensão, é um toque de beleza natural que realça um espaço ou ocasião como poucos objetos decorativos conseguem.

Daí a compra de flores frescas se ter tornado um ritual mais comum agora que passamos mais tempo em casa, como uma forma de alegrar e embelezar os espaços que vivemos.

Ao contrário das plantas de vaso, as flores de corte são efémeras, mas trazem com elas um convite à criatividade e um estimulo visual também muito necessário para o bem estar mental.

Alguns truques podem ajudar a prolongar a vidas das flores e a criar arranjos de vaso que se assemelham a obras de arte. Um pequeno ritual que pode estimular a criatividade e ao mesmo tempo uma ligação à natureza.

Selecionar as flores

As flores apanhadas na natureza são mais especiais e únicas, mas se não tiver essa opção perto de si, opte por comprar flores da época e cultivadas em Portugal.

Escolher as cores

Em caso de dúvida a melhor inspiração é sempre a natureza ou a arte. Faça combinações que lhe despertem interesse. Pare e olhe à sua volta em busca de inspiração.

Cuidar das flores

Quando chegar a casa, corte o caule num ângulo de 45 graus, para que a área de absorção de água seja maior. Utilize sempre uma tesoura afiada para não “rasgar” e quebrar os canais de hidratação.

Escolher a jarra

Pode escolher o vaso conforme as flores ou vice-versa. Seja criativo, e utilize recipientes originais, como um frasco de compota, um jarro de água antigo ou uma terrina.

Definir uma composição

Depois da escolha feita, utilize a regra dos terços, em altura ou largura o seu arranjo deve ter 2 vezes o tamanho da jarra. Mesmo que tenha escolhido apenas uma variedade de flores, corte-as de tamanhos diferentes e vá colocando na jarra para criar uma dinâmica de movimento.

Manter o arranjo hidratado

As flores gostam de água, o ideal é encher a jarra até 2/3 e trocar diariamente. Para manter a água limpa retire as folhas que fiquem submersas para evitar que a contaminem ou apodreçam. Depois de pronto, não o exponha ao sol direto.

por

Diana Bastos

Botanical designer

Share This